O primeiro blog/site português dedicado à cantora e compositora canadiana LIGHTS Valerie Poxleitner.
links
Videos


Drive My Soul


February Air


Saviour


Ice


Second Go


Música
Romance is...
Domingo, 22 de Novembro de 2009
Quem é o Jeremy The Bug?

O Jeremy é a pessoa responsável por manter o site, myspace, e todos sitios da internet da LIGHTS organizados, actualizados e impecáveis para quem visita-os diariamente.

 

É conhecido por Jeremy The Bug, alcunha dada pela Lights com direito a uma caricatura feita por ela.

 

 

 

A LIGHTS tem dois videos no youtube onde fala sobre o Jeremy e apresenta-o aos fãs.


 


 


Ele está sempre disposto a ajudar o fãs com as duvidas. Podem contactá-lo pelo Twitter dele: www.twitter.com/jeremythebug

publicado por LIGHTS Portugal às 21:08
link do post | comentar | favorito
Videos do Youtube

...

publicado por LIGHTS Portugal às 21:07
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009
Capt. LIGHTS

 

A LIGHTS adora comics e a Captain. LIGHTS é o seu alter ego, Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure é uma animação que ela criou em conjunto com o ilustrador da Marvel, Tomm Coker. Ela dá a voz à personagem principal e todas as músicas presentes nos episódios são da autoria da LIGHTS.

Esta série inicialmente passou na MTV Canadiana e estreiam às 4ªfeiras no Myspace e tem um total de 10 episódios.

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 1

 

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 2

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 3

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 4

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 5

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 6

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 7

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 8

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 9

 

Audio Quest: A Capt. LIGHTS Adventure Issue 10

 

publicado por LIGHTS Portugal às 20:40
link do post | comentar | favorito
Discografia/Músicas

EP LIGHTS (22 de Abril de 2008)

 

  1. "Ice" 
  2. "Drive My Soul"
  3. "February Air" 
  4. "White" 
  5. "I Owe You One"
  6. "The Last Thing on Your Mind"

EP Saviour (8 de Setembro de 2009)

 

  1. "Saviour"
  2. "The Listening"
  3. "Saviour [Colin Munroe's Unsung Mix]"
  4. "Saviour [The Angry Kids FM Mix]"

Album "The Listening" (1ºalbum/ 22 de Setembro de 2009)

 

  1. "Saviour"
  2. "Drive My Soul"
  3. "River"
  4. "The Listening"
  5. "Ice"
  6. "Pretend"
  7. "The Last Thing on Your Mind"
  8. "Second Go"
  9. "February Air"
  10. "Face Up"
  11. "Lions!"
  12. "Quiet"
  13. "Pretend (Reprise)"
  14. "Up, Up and Away" (Bonus track no iTunes)

The Ice Pack EP (23 de Novembro de 2009)

 

  1. "Ice"
  2. "Ice (K-OS Remix)"
  3. "Ice (DJ Deadman & Tex Remix)"
  4. "Ice (Colin Munroe's Unsung Remix)"
  5. "Ice (Renholder Mix)"
  6. "Ice (Modernaire Remix)"
  7. "Ice (Spike Club Mix)"

Outras músicas (não lançadas)

 

 

 

  • "Casanova"
  • "Jess & Jonny"
  • "Outrageous"
  • "Perfect"
  • "The Pity Scene"
  • "Romance Is"
  • "Sleeping With a Ghost"
  • "Year of the Cure"
  • Participa em duas músicas na banda sonora do filme "One Week".

     

     

    Covers

     

    - "Lost!" (Coldplay)

    - "Don't Matter" (Akon),

    - "In the Air Tonight" (Phil Collins)

    - "I Want It That Way" (The Backstreet Boys)

    - "I can't see the light" (Architects)

     

    Participações

     

    - "Home is Where the Heartache is" (The Februarys ft LIGHTS)

    - "Meant For Each Other" (The Februarys ft LIGHTS)

    - "The End feat Lights" (Silverstein ft LIGHTS)

    - "Everyday" (Ten Second Epic ft LIGHTS)

     

     *Posteriormente serão postados aqui os audios de cada música.

     

     

    ~EM CONSTRUÇÃO~

     

     

  • publicado por LIGHTS Portugal às 20:39
    link do post | comentar | favorito
    Curiosidades

    - Escreve-se LIGHTS quando se está a falar dela como cantora e Lights como nome próprio.

    - O seu nome é Lights, foi legalizado assim à alguns anos atrás, o nome de nascimento é Valerie Anne Poxleitner, agora o seu nome completo é Lights Valerie Poxleitner.
    - Lights é uma alcunha que lhe deram desde pequena, que surgiu do seu apelido.
    - A LIGHTS é grande fã de Comic Books (Banda Desenhada) e o seu super-herói preferido é a Wonder Woman. Entre a Marvel e a DC Universe a LIGHTS prefere os super-heróis e vilões da DC Universe.
    - Ela faz parte do universo do jogo World of Warcraft (WoW) que é uma plataforma online paga  e com milhões de jogadores/utilizadores, a LIGHTS tenta jogar quase todos os dias.
    - Ainda no mundo dos jogos a LIGHTS é utilizadora da Xbox 360 e um dos seus jogos preferidos é o Mortal Kombat vs DC Universe (A luta entre a LIGHTS e a Evil LIGHTS na segunda versão do vídeo Ice é inspirada no jogo Mortal Kombat).
    - O seu alter-ego é a Captain LIGHTS.
    - LIGHTS sofria de Aracnofobia (medo de aranhas), mas em 2005 decidiu enfrentar esse medo, então foi a uma loja de animais e comprou uma tarântula, desde então a tarântula de nome Lance é o seu animal de estimação e um dos "melhores amigos".
    - Lance têm um Twitter e uma página do Myspace.
    - O estilo/look da LIGHTS é inspirado numa mistura entre a Wonder Woman e Lara Croft.
    - LIGHTS é conhecida por tocar Keytar.
    - LIGHTS deu o nome de Russel ao seu Keytar (branco/cinza).
    - A Lights tem um novo Keytar (preto) que se chama Jerome Cardy. (é o substituto do Russel enquanto ele está estragado) e tem o apelido de Cardy porque ela toco-o pela primeira vez dia 14 de Fevereiro de 2010 na cidade Cardiff. 
    - A sua guitarra tem o nome de Kevin.
    - O seu cabelo também tem nome, chama-se Ranier.
    - A LIGHTS e a sua família têm um gato preto persa chamado Stanley.
    - LIGHTS tem descendência alemã e austríaca.
    - Sabe duas línguas, inglês e alemão, sendo o inglês a principal.
    - Tem uma irmã chamada Jessica Kotanen, quando a Jess casou no inicio de 2009, a LIGHTS compôs uma música chamada “Jess and Jonny” e deu-lha como prenda.
    - Quando a LIGHTS tinha 15 anos fazia parte de uma banda de metal que fazia covers de bandas como Rage Against The Machine, ela cantava e tocava guitarra.
    - A LIGHTS diz que as melhores ideias surgem quando vai à casa-de-banho. Foi o que aconteceu como uma das letras de música que não estava a encaixar na canção e depois de ir à casa de banho, a ela conseguiu encontrar a letra que ficava bem.
    - Tocou durante o primeiro mês da Warped Tour 2009, e tocou dois concertos na Warped Tour 2008.
    - A LIGHTS tem várias tatuagens, um Laser (na parte de baixo da barriga), que é uma réplica da que a Capt. LIGHTS usa; uma da Wonder Woman a lutar contra o vilão Giganta (lado direito das costas); uma rocha (no pé), que simboliza que a onde quer que ela esteja a rocha/pedra a levará para casa (inspirada no jogo WoW); umas asas na parte de baixo da barriga; uma frase escrita no dedo que diz “Found in Love”; uma espada (Fenix)(inspirada no jogo WoW)(no braço direito); uma que inicialmente era apenas um coração mas que foi remodelado e incorporado em outra tatuagem de um Gryphon coat of arms (no braço esquerdo), um frase em alemão “Jetzt und immer die Segen von der Vater und bleibst Unschuldig bis Er kommt” de uma letra de música que traduzida fica algo como “Agora e Sempre terá a bênção do Pai... e permanecerá inocente até que Ele venha/até ao fim” (*Pai=Deus)(em ambos os braços).

     

    Imagens das Tatuagens:

     

     

    Laser da Capitain LIGHTS (onde se vê um pouco das asas que também tem tatuadas)

     

    Wonder Woman a lutar contra o Giganta

     

    Rocha do jogo WoW

     

    Found In Love

     

    Espada Fénix do jogo WoW

     

    Inicialmente a tatuagem do Coração (1ªtatuagem da Lights)

     

    Tatuagem do Coração incorporado numa tatuagem do Gryphon coat of arms

     

    Frase em alemão "Jetzt und immer die Segen von der Vater und bleibst Unschuldig bis Er kommt”; “Agora e Sempre terá a bênção do Pai... e permanecerá inocente até que Ele venha/até ao fim” (*Pai=Deus)

     

     

    --Esta página encontra-se em actualização--

    publicado por LIGHTS Portugal às 20:37
    link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
    Videoclips

    Video Promo de 2006

     

    February Air

     

    Singles/Videoclips do EP Lights (2008)

     

    Drive My Soul (2008)

     

    February Air (2008)

     

     

    *Quem interpreta o astraunauta é o manager da LIGHTS, Jian Ghomeshi.

     

    Ice (2009) (Versão 1)

     

    *Quem interpreta os monstros são os dois elementos da sua banda ao vivo, Adam e Maurie.

    *Os desenhos presentes no video foram desenhados pela LIGHTS.

     

    Singles/Videoclips do 1ºalbum "The Listening" (2009)

     

    Saviour (2009)

     

    Ice (2009) (Versão 2)

     

    Second Go (2010) 

     

    publicado por LIGHTS Portugal às 20:36
    link do post | comentar | favorito
    Quem é a LIGHTS?

     

    LIGHTS (cantora-compositora)

     

    Informação da página Wikipédia traduzida:

     
    LIGHTS (Lights Valerie Poxleitner, nascida a 11 de April de 1987) é uma cantora-compositora Canadiana que venceu um Juno Award. Ela é conhecida por fazer música Synthpop/Indie pop, tendo hits como “Drive My Soul”, “Ice”, “Saviour” e “February Air”.


    Vida e Carreira


    Infância


    Lights nasceu na cidade de Timmins, Ontario (Canadá). Ela é filha de pais missionários e passou muito tempo da sua infância em várias partes do mundo, desde as Filipinas até à Jamaica. Tem descendência alemã e austríaca. Correntemente vive em Toronto(Canadá).


    Quando lhe foi perguntado quando ela escreveu a primeira música, ela respondeu: “Eu tinha 11 anos, e tinha aprendido três acordes na guitarra. Foi a primeira vez que eu aprendi como tocar guitarra e queria escrever uma música com eles, então disse à minha mãe para ela escolher um número de 1 a 150 e ela escolheu 5, ou algo assim. Eu não consigo lembrar-me do número exacto, mas eu fui e abri a Bíblia e lá estavam os 150 Salmos, então escolhi o 5º e escrevi uma música com isso e começou a coisa mais importante da minha vida.”


    Carreira na Música


    Lights é uma compositora da Sony/ATV Music Publishing. No inicio de 2008, a Lights viajou pelas cidades da região de Great Lakes, e no final de 2008 viajou pelo Estados Unidos em tour.


    Em Agosto de 2008, Lights assinou um contracto com a Underground Operations em parceria com a Doghouse Records. Na mesma altura, a sua música “Drive My Soul” atingiu o #18 no top Canadian Hot 100. O seu single seguinte, “February Air”, foi lançado dia 9 de Dezembro de 2008 e atingiu a posição #3 no MuchMusic (programa canadiano equivalente ao TRL americano). O single Saviour foi lançado nas rádios canadianas dia 6 de Julho de 2009, e faz parte do seu álbum de estreia, The Listening (lançado a 22 de Setembro no Canadá e a 6 de Outubro nos Estados Unidos). De acordo com a Lights, a capa do álbum é inspirada na Sailor Moon, Watchmen e 28 Days Later.


    A banda que a acompanha ao vivo é composta pelo Adam Weaver nos sintetizadores e o Maurie Kaufmann na bateria. Desde 2002 que o manager da Lights é o músico canadiano e locutor da CBC Radio, Jian Ghomeshi.


    No inicio de 2009, Lights lançou “Ice” como single, com um vídeoclip feito por ela que foi lançado no Myspace, mais tarde no dia 10 de Novembro de 2009 ela lançou um segundo videoclip para “Ice” no Canadá e Estados Unidos da América. No dia 10 de Agosto de 2009, o seu videoclip para Saviour foi lançado. Numa entrevista para o website Hall-Musique, Lights anunciou que espera que o seu primeiro álbum (The Listening) seja lançado na Europa no inicio de 2010.

     

    Em Fevereiro de 2010 a Lights anunciou através do Twitter que o seu 5ºsingle no Canadá é o "Second Go". Também foi anunciado no mesmo mês no site Alter Press que a 15 de Março de 2010 "Ice" será lançado como single no Reino Unido e o album "The Listening" a 17 de Maio.


    Tour


    Lights já deu concertos no Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. A sua primeira tour foi com as bandas Copeland, Lydia e Lovedrug. Lights tem tido várias aparências na televisão, que incluem o programa MuchMusic (em Dezembro de 2008, Setembro de 2009 e Novembro de 2009) e a MTV Live em Março de 2009. Lights participou na conhecida Warped Tour no ano de 2009 durante dois meses, em que deu concertos por várias cidades dos EUA e Canadá. Lights também actuou na Facebook Party no SXSW em Austin, Texas no dia 15 de Março de 2009.


    Em Setembro de 2009, Lights andou em tour com a banda britânica Keane e nos meses seguintes até ao final desse mesmo ano esteve em tour em nome próprio pelos Estados Unidos e Canadá.

     

    De Janeiro a Março de 2010, Lights irá andar em tour com o seu contemporâneo artista synthpop Owl City pelos Estados Unidos e pela Europa.


    Prémios


    Lights venceu dois indie awards para “Favorita artista a Solo” e “Single Favorito”(por Drive My Soul) durante o Canadian Music Week em Março de 2009 em Toronto. Ganhou o prémio de “Melhor Nova Artista” na Hot AC e CHR.


    O prémio mais importante até agora na sua carreira foi o prémio de “Melhor Nova Artista” nos Junos Awards 2009 (prémios Canadianos equivalentes aos Grammys americanos).


    Lights tem sido muito bem recebida na imprensa Canadiana.


    Outras aparências, colaborações e covers


    Lights canta em três músicas da banda The Februarys ("Meant for Each Other," "Home Is Where the Heartache Is", e "I Was Always Thinking of You.") bem como na música “EveryDay” da banda Ten Second Epic (onde também aparece no videoclip). Ela faz parte da banda sonora do filme canadiano “One Week” e contribuiu com vocais para a música “The End” do álbum de 2009 (A Shipwreck in the Sand) da banda de post-hardcore, Siverstein.


    O seu single “February Air” vendeu 12,000 cópias no inicio de 2008 depois de aparecer num anúncio na loja de roupa Old Navy. Old Navy descobriu a música de Lights no Myspace e quis que as suas músicas fossem a banda sonora dos anúncios, a Lights aparece a cantar em um deles.


    Lights é uma das compositoras para a série televisiva Instant Star, onde trabalha em equipa com outros músicos para criar a banda sonora da Série. Lights e o Luke McMaster criaram a música “Perfect”, que é cantada pela personagem Jude Harrison (actriz Alexz Johnson) na série. A música é uma alusão à canção “Penny Lake” dos The Beatles. No CD da banda sonora da série é a Lights que é creditada pela música e é ela que canta a música, não a Alexz Johnson.


    Lights não tem covers oficialmente lançados, mas tem feito alguns em concertos e em aparências nas rádios. Alguns dos seus covers são “Don’t Matter” do Akon, “In the Air Tonight” de Phil Collins e “I Want It That Way” dos The Brackstreet Boys”. Lights também fez um cover em um dos seus video blogs de uma música da banda inglesa de metalcore, Architects.


    Em Setembro de 2009, ela colocou na sua conta de youtube um cover da músca “Lost!” da banda Coldplay. Em 2009, Lights e o Trevor Boris fizeram uma nova theme para o programa televisivo MuchOnDemand, como nome “Freakin’ MOD”. O público votou para que a antiga música inicial do programa fosse substituída por esta.


    Influências e Contemporâneos


    Numa entrevista de Setembro de 2001, Lights indicou que a sua primeira influência é a Bjork. Também disse que tem influências de Phil Collins, Abba e The Knife.


    Os seus vocais já foram comparados a Vanessa Carlton, de que a Lights era fã quando mais nova. E a produção da sua música foi comparada a Dntel com influências de M83 e Depeche Mode.


    Lights é associada pelos ouvintes a Owl City, que é um artista de synthpop americano. Os fãs da Lights às vezes referem-se a Adam Young (Owl City) como “o Lights masculino” e os fãs de Owl City referem-se à Lights como “a rapariga Owl City”. Ambos os artistas são fãs um do outro e irão andar juntos em tour nos Estados Unidos e Europa no inicio de 2010.


    Caridade


    Lights apoia a instituição/organização de Toronto “Skate4Cancer” e fez uma música para ser utilizada pela organização. A música tem o nome de “Year of the Cure”. Lights também apoia “World Vison 30 Hour Famine”.


    Filmografia


    Lights, fortemente ligada a banda-desenhada e coisas do espaço, tem também uma série (banda desenhada animada) que passa na MTV, “Audio Quest: A Captain Lights Adventure” que é protagonizada pela super-heroina Captain Lights, que é o seu alter-ego. Esta série é uma colaboração entre ela e o Tomm Coker, ilustrador da Marvel. Lights faz a voz da personagem principal e as suas músicas fazem parte da banda sonora.


     

     

    O que a LIGHTS tem a dizer sobre ela própria?

     

     

    Informação contida no site oficial:

     

    Oh hey, eu sou a LIGHTS—uma Canadiana de tamanho relativamente pequeno que faz música electro-intergaláctico. O que eu quero dizer por intergaláctico? Ainda bem que perguntaram. Eu tento encontrar sons que parecem ter sido arrancados dos anéis de Saturno ou do cinturão de meteoros. Com contidades iguais de fantástico/épico/lindo/emocional.
    Quando era criança, mudei de casa muitas vezes. Para encontrar alguma forma de consistência, eu tive de encontrar um sitio que sempre ficasse o mesmo. A música tornou-se nesse mundo para mim e eu escapei de cada oportunidade que tinha. Eu comecei apenas comigo e a guitarra. Depois, eu fui para a bateria, piano e depois Keyboard (órgão). Quando eu comecei a perceber as possibilidades ilimitadas que os instrumentos como o sintetizador apresentavam, eu investi num pequeno misturador de música. Tinha 13 anos, e comecei o processo de transferir o que eu tinha na cabeça para algo sólido.
    Depois de ter experimentado e tocado diversos estilos musicais ao longo da minha adolescência, finalmente desembarquei no tão falado “electro-pop” em que o planeta vive actualmente. Eu mostrei um pouco do meu trabalho no inicio de 2008 com um EP, mas as canções continuavam a vir… e eu não podia pará-las. E quando mais fazia, mais fácil se tornava converter o que eu sentia para simples letras de música justapostas com sons colhidos das profundezas do meu universo alternativo.
    Finalmente eu sentei-me e ouvi tudo o que tinha feito nos anos que passaram, e eu estava feliz. Eu percebi que tinha descoberto mais sobre mim mesma quando eu estava a ouvir e a criar música do que de outra coisa qualquer. E por cada minuto de músicas que passavam pela minha cabeça, eu lembrava-me disso, e senti algo especial. Eu chamei a esta primeira colecção de música, “The Listening”. Espero que vos façam sentir algo especial também.

     

    Informação do site oficial:

     

    A maioria dos pop star com 22 anos tem um batalhão de profissionais de imagem por de traz deles: produtores, compositores, estilistas, e assistentes abusadores. Mas LIGHTS, que cresceu pelo mundo, está habituada a viajar na luz. Então ela decidiu que queria simplificar as coisas e fazer todos os trabalhos ela própria. “É fácil fazer de uma jovem cantora um fantoche total. Eu sou o oposto a isso. Isto é o que eu faço. Eu sou a LIGHTS.”

     
    Nasceu em Timmins, Ontario e viveu nas Filipinas e Jamaica até à escola básica. “A minha família é muito de levantar-se e seguir em frente se for preciso”, explica. ”Há algo muito importante que aprendi quando criança, que nada é tão importante que tu não possas deixar para traz.” A mãe da LIGHTS quis que as filhas tivessem aulas em casa, mas um dia o pai a LIGHTS acabou com isso. “Nós queríamos muito que esse dia chegasse, porque nós queríamos recitar poesia e aprender música. Nada estava a ser levado a sério e nós queríamos cantar. Isso instalou em mim a paixão pela música”.
    Em 1997 a família voltou para o Canadá e imediatamente, aos nove anos a LIGHTS teve uma guitarra nas mãos. Aos 11 anos ela já tinha aprendido muitos acordes, que usou para escrever a sua primeira canção. Depois, aos 13 anos ela mudou a sua atenção para a parte da produção. “Eu tinha tantas ideias do que apenas os vocais e a guitarra. Eu queria acrescentar cordas, baixo e bateria!”
    Na adolescência Lights passou muito tempo a escrever músicas no seu quarto que ela chamou de estúdio Starry Night (com o mesmo nome da sua pintura favorita de Van Gogh). Aos 18 anos ela mudou-se da casa dos seus pais e foi viver para Toronto apenas com o seu animal de estimação, uma tarântula chamada Lance como companhia. Neste estado de quase insolação, a LIGHTS finalmente encontrou o seu som de assinatura, uma fusão de composição de pop clássico com letras profundamente intimas e universalmente apelativas. Ela escreveu “February Air” um ode (hino) pungente para o frio do amor de inverno, que se tornou a primeira das quatro músicas da LIGHTS usadas pela companhia Old Navy nas sua campanha da Primavera de 2008.
    Apesar de ser uma estrela claramente em ascensão, foram os seus perfis online que solidificaram a sua base de fãs. Entre a sua conta de Myspace, o seu site pessoal iamlights.com e a sua paixão pelos jogos de fantasia online como World of Warcraft, que a sua identidade artística foi desenvolvendo tanto como a sua “nerdiest de rapaz” que é algo de que ela tem muito orgulho. “Há por ai um mundo de pessoas que jogam WoW e que falam de ficção cientifica e eles sentem-se um pouco de parte, então se posso chegar a essas pessoas, é fixe! Até o meu look/estilo é inspirado em personagens de jogos – é uma mistura entre Lara Croft e Wonder Woman.”
    Em Abril de 2008, LIGHTS lançou o seu EP homónimo. Contém seis músicas que incluem “February Air”, que chegou ao número 3 da tabela MuchMusic no Canadá e a épica “Drive My Soul”, que se tornou num hit maior, a música foi adicionada à rádio sem ter sido atendida, subiu até ao número 1 no Much Music e esteve mais de três meses no Top 20 AC Radio. Apenas com o seu EP, LIGHTS ganhou o Juno Awards (a entrega de prémios do Canadá equivalente aos Grammys americados) de 2009 na categoria de Melhor Novo Artista do Ano, juntando-se a Feist e Nelly Furtado, antigas vencedoras nessa categoria.
    A base de fãs da cantora rapidamente começou a crescer e a LIGHTS entrou em tour, deu concertos esgotados no sei país de nascença, e em festivais no Reino Unido. Também andou na estrada nos Estados Unidos da América, onde passou cinco semanas no Verão a dar concertos na Vans Warped Tour e juntou-se a Keane para uma tour canadiana. Desde então tem estado sempre em tour.
    O álbum de estreia da LIGHTS, The Listening, já está à venda. Inclui algumas músicas já familiares para os fãs mais antigos, bem como novo material, incluindo o primeiro single, “Saviour”, uma balada pop propulsora que representa a essência da Lights. “As minhas músicas são geradas de momentos de tristeza ou de uma emoção intensa”, disse a cantora. “Saviour é um grande exemplo de usar uma dessas situações de tristeza e transformar isso em algo positivo. Uma vez estava a ter uma noite bastante depressiva, e a melodia começou a formar-se e as palavras começaram a sair. Eu estava a chorar quando escrevi a primeira frase do refrão e por acaso parece como se estivesse a chorar. É mesmo uma música muito poderosa para mim.”
    Usar a música para transformar algo doloroso em algo transcendente é o primeiro objectivo da LIGHTS. É o seu compromisso de manter pura a ligação entre a música e a vida. “Eu pensei sobre como alguns dos grandes artistas ao longo do tempo ficam loucos porque eles não tem a habilidade de mostrar às pessoas quem eles eram”, disse a cantora. “Eles vivem uma vida dupla e isso não é saudável. Agora, podemos ser nós mesmos e as pessoas continuam a gostar de nós. Quem tu vês é exactamente quem eu sou. E eu acho se eu manter isso e não ser falsa com os meus fãs, eu nunca ficarei louca.”
    publicado por LIGHTS Portugal às 20:35
    link do post | comentar | favorito
    Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009
    Brevemente

    em construção.

    brevemente o blog sobre a cantora e compositora canadiana LIGHTS.

    publicado por LIGHTS Portugal às 15:57
    link do post | comentar | favorito
    pesquisar
     
    Status
    Online desde: 12.11.09

    Contador:

    Criar site
    Criar site

    Visitantes On: online


    Contacto: lightsportugal@gmail.com

    ChatBox

    ShoutMix chat widget
    arquivos

    Março 2011

    Outubro 2010

    Setembro 2010

    Agosto 2010

    Julho 2010

    Junho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    mais sobre mim